Blog sobre futebol, voltado para as mulheres

Posts marcados ‘São Paulo’

Paulistão 99 anos de tradição

O campeonato Paulista é o mais antigo da pais. Muitos torcedores aqui da capital ficam tripudiando torcidas rivais dizendo que alguns clubes só ganham o campeonato regional, o fato é que esta competição é uma das maiores do Bbrasil. Rivalidade a parte é um campeonato muito grandioso e merece respeito.

O que alguns não sabem é que o campeonato é mais antigo que a propria Fifa,  já que a mesma foi fundade em 1904 em Paris. O Campeonato Paulista foi criado em 1902 e a primeira edição foi disputada em maio a outubro de 1902 por cinco clubes, que compunham a LPF (Liga Paulista de Futebol).

Quem levantou a primeira taça foram os ingleses do São Paulo Athletic, que derrotou o Paulistano na final.

O campeonato foi organizado por diversas instituições: Liga Paulista de Foot-Ball  (1902-1912), Associação Paulista de Esportes Atléticos  e  LPF (1913-1916), APEA  (1917-1925), APEA e Liga dos Amadores de Futebol (1926-1929), APEA  (1930-1934), Associação Paulista de Esportes Atléticos e LPF  (1935-1936), LFP (1937), Liga de Futebol do Estado de São Paulo (1938-1940) e Federação Paulista de Futebol (1941- atualmente).

Os maiores Campeões do Pais e Mundiais estão concentrados aqui na capital, clubes como o Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo sempre são destaques em competições como Copa do Brasil e Campeonato Brasileiro, Libertadores e Mundiais de Clubes.

Na década de 40 o campeonato era dominado pelo chamado “Trio de Ferro”, formado por Corinthians, Palmeira e São Paulo, essa dominação foi quebrada pelo Santos em 1955 com uma das campanhas mais impressionantes da história da competição, afinal o time já vivenciava a Era Pelé.

O primeiro time do interior a conquistar o Campeonato Paulista foi o Inter de Liemeira em 1986 (ano em que essa humilde redatora nasce! rs). Quem não se lembra do feito do clube em cima do Palmeiras? Em 1990 o Bragantino repitiu o feito.

A competição na década de 90 foi marcada pela bela atuação do antigo “Trio de Ferro” e a edição de 1992 consagrou o São Paulo, até então comandado pelo técnico Telê Santana, que viveu uma das melhores fases de sua história. Nesse ano, o time do Morumbi foi campeão Mundial interclubes, façanha que repetiu em 93.

Em 1993 o Palmeiras firmou parceiria com a empresa Parmalat, dando inicio a gestão Clube-Empresa. Devemos dar destaque tambem para o Corinthians que foi campeão em 99, liderados por Marcelinho Carioca, Rincón, Edílson e Ricardinho. No ano seguinte conquistou a primeira edição do Mundial de clubes da Fifa.

Conquista de Títulos:

O maior campeão da competição é o Corinthians com 26 títulos o último conqusitado em 2009, o clube tem 26 titulos, o segundo clube a conquistar mais títulos do Paulistão é o Palmeiras com 22 conquistas, seguido pelo São Paulo com 21 taças levantadas. O Santos tem 18.

 

Artilheiros:

O 1º artilheiro foi Charles Miller em 1902, com 10 gols marcados pelo Clube Atlético São Paulo. Já o ultimo foi Ricardo Bueno do Oeste Futebol Clube. O maior artilheiro da competição acho que todos já desconfiam foi Pelé com 58 gols marcados o que ainda é o recorde da competição, o feito foi realizado em 1958.

Que o Campeonato Paulista é uma das maiores competições não se pode negar. No ínico da temporada podemos ver o desempenho dos maiores clubes do Brasil, a rivalidade entre eles, belas jogadas e revelação de novos jogadores.

Muitos clubes não dão a devida importância ao Paulistão, acho isso engraçado, pois quem não acha honroso ser campeão de uma competiçaõ mais antiga do que a própia Fifa?

Termino meu post desejando parábens aos clubes que dão a devida importância a competição, que levam a mesma a sério e consideram importante a conquista desse campeonato.

E vocês o que acham? O Campeonato Paulista é ou não importante?

Deixe seu comentário! Dúvidas, críticas ou sugestões enviem  para o email: futesalto@gmail.com ou pelo twitter @futesalto

Follow me @Day_Silvestre

Boas Especulações

Todo final de temporada é a mesma coisa, jogadores/ técnicos recebem as vaias ou os louros da vitória. Algo que também é sempre igual são as cogitadas contratações, algumas dentro da realidade dos times brasileiros.

Até ai tudo normal, se não fosse a recente chuva de especulações sobre a volta de grandes jogadores brasileiros que jogam no exterior ( como era o caso do Adriano, que atualmente joga pela Roma e devido a recentes informações continuará no time, Ronaldinho Gaucho também foi cotado inicialmente para o Palmeiras, mas já ouve-se que pode ir para o Grêmio, o jogador Alex que defende atualmente Fenerbahce da Turquia e Thiago Neves que defende o Al-Hilal da Arábia Saudita,  o primeiro é sondado por São Paulo, Palmeiras, Flamengo e Curitiba e o segundo aparentemente o São Paulo e 2 times do Rio de Janeiro.

Especulações nunca são boas, já que muitas vezes elas são apenas ilusorias, porém, neste caso elas são boas. E por que são boas você deve estar me perguntando?

Elas são boas porque, mostram que o futebol brasileiro ( e os seus comandantes ) aos poucos começando a ser mais ousados, ousam sonhar. Isto também possibilita que os torcedores brasileiros possam ver de perto idolos que só poderiam conhecer se viajassem para fora do Brasil.

Ainda  nos motivos bons, o futebol brasileiro ganha no espetaculo em si, jogadores de qualidade voltando a jogar no Brasil, jogadores de qualidade que já jogam no Brasil, todos terão que mostrar um bom futebol se quiserem voltar/ ter os seus dias de glória.

Isso tudo começou com a tão badalada contração do Ronaldo Fenômeno e pouco depois Roberto Carlos, nesse quesito o Corinthians saiu na frente dos outros times brasileiros, mesmo o São Paulo que vira e mexe procura trazer jogadores de fora que estavam desacreditados e traze-los de volta ao mundo do futebol não conseguiu tal proeza.

E com o fim de 2011 esperamos que os times e seus torcedores tenham boas notícias e que o próximo campeonato brasileiro seja ainda mais disputado que o deste ano.

Caso queiram ficar por dentro das transações de jogadores, o site da Globo traz todas as transações, tanto de times brasileiros como times internacionais.

@tiagosemh

@futesalto

Análise dos clubes da série A em 2010. [parte 2]

No ano passado o time brigou até a ultima rodada para não cair, esse ano a história foi outra, brigou até a última rodada para ser campeão e conseguiu tal feito. Contratou jogadores como o “Sheik” Emerson (ex-Flamengo), Deco, Beletti além de ter mantido grandes nomes como Conca (eleito melhor jogador do Campeonato) e Fred, além de gratas surpresas como Mariano, Leandro Euzébio e Gum. Título merecido para coroar um bom ano do tricolor carioca.

Normalmente o time sempre briga para não cair no Brasileiro e esse ano não foi diferente, porém, sem chance. O time Goiano foi rebaixado para a segunda divisão. Mesmo com tudo isso, moral baixa, o Goiás surpreendentemente conseguiu chegar a final da Taça Sul-Americana (eliminando o Palmeiras em São Paulo) e briga por esse titulo e uma vaga para a Taça Libertadores do ano que vem. O time terminou o campeonato na 19ª posição.

Foi campeão Gaucho no início do ano em cima do seu maior rival (Inter), tudo indicava que seria um bom ano para o tricolor Gaucho, até ser eliminado na Copa do Brasil pelo Santos. O começo no brasileiro foi horrível, com a demissão do até então técnico Silas, Renato Gaucho chegou para o seu lugar. Em um dos seus primeiros jogos foi eliminado em casa pelo Goiás na Taça Sul-Americana, o que não abalou as pretensões do time no brasileiro. Em uma arrancada primorosa, o Grêmio conseguiu fazer um bom campeonato e terminar na 4ª colocação do Nacional.

Teve um bom início de ano, chegando até a semi-final do Campeonato Paulista e foi só. O time que foi comprado por empresários (que antes era o Grêmio Barueri) e não conseguiu fazer grandes coisas esse ano. Jogará a série B ano que vem, já visando a série C em 2012. Terminou na última colocação.

Retornou a elite do futebol brasileiro esse ano e caiu esse ano mesmo para a série B. O time dava indicações que conseguiria se manter na primeira divisão, começou o campeonato e estava bem até o fim do primeiro turno, depois disso, queda-livre para o Bugre. Ficou em 18º lugar na competição.

Junto com o São Paulo, é o time que mais conquistou títulos importantes nos últimos 5 anos. Esse ano não foi diferente, com um grande elenco, repatriou o atacante Rafael Sobis, o volante Tinga e o goleiro Renan. O Colorado sagrou-se campeão da América e com 8 rodadas para o fim do Brasileirão, ainda disputava o título, só que, o time foi perdendo forças e focando-se na final do mundial que ocorrerá na próxima semana em Abu Dhabi. Ficou em 7º lugar no campeonato.

Com o fim deste ano, chegamos ao fim desta década e ninguém mais do que os palmeirenses ‘ficam felizes’ com isso. Em 10 anos o Palmeiras conseguiu apenas conquistar um campeonato Paulista, o que é muito pouco pela grandeza do clube. Ano passado ficou 22 rodadas em primeiro lugar no Brasileiro e nem pra Libertadores esse ano foi. No campeonato Paulista não chegou a semi-final, foi eliminado vergonhasamente pelo Atlético-GO na Copa do Brasil e pelo Góias na Taça Sul-Americana. Repatriou ídolos como Valdivia, Kleber e Felipão, porém não passou do 10º lugar no Campeonato  Brasileiro. Espero anos melhores nessa próxima década.

Apresentou o futebol que empolgou o Brasil neste ano. “Os novos meninos da Vila” com Neymar, Ganso e André (esse último já vendido para o futebol Europeu), apresentaram um futebol rápido, ofensivo e objetivo. Foram campeões do Paulistão e da Copa do Brasil, além de terem brigado pelo título Brasileiro também. O Santos já repatriou Elano para 2011 e ao que tudo indica não para por ai, o peixe vem forte para esse novo ano. Terminou na 8ª colocação.

Já não vem apresentando o bom e regular futebol que mostrou há 4 anos atrás quando conseguiu ser tri campeão brasileiro. A base praticamente é a mesma, só que esse ano não empolgou. Foi eliminado pelo Santos no Paulistão e pelo Internacional na Libertadores da América. Com a chegada de Paulo César Carpegiani, o tricolor paulista chegou a brigar por uma vaga na competição continental do ano que vem, porém, não teve forças para tal. Ficou em 9º lugar no Brasileiro.

O time da colina vem tentando se reestruturar após ter voltado para a elite do futebol brasileiro esse ano. Só que teve momentos em que o Vasco brigou para não cair (de novo) nesse brasileirão. Não teve boas participações nas competições que disputou e terminou em 11º lugar no campeonato.

Foi para a última rodada dependendo de si para se manter na série A e após um empate sem gols contra o Atlético-GO no Barradão, o time foi rebaixado. Fez um bom início de ano, tendo inclusive chegado a final da Copa do Brasil, porém não conseguiu manter o bom futebol. Foi o último time a ser rebaixado, terminado o campeonato em 17º lugar. Fato curioso é, seu principal rival, o Bahia, voltou para a elite do futebol nacional para o ano que vem.

@dalessia_

Análise dos clubes da série A em 2010. [parte 1]

O Brasileirão 2010 chegou ao fim e teve o Fluminense como grande campeão. A última rodada foi disputada até os últimos minutos com Corinthians e Cruzeiro também brigando pelo título que acabou ficando mesmo com o tricolor carioca.

Nós do futesalto faremos uma breve analise do desempenho de cada clube da série A no ano de 2010.

Foi o primeiro ano do clube na elite do futebol brasileiro e como já era de se esperar, brigou até a última rodada para não voltar para a segunda divisão. Teve um bom desempenho na Copa do Brasil, eliminando o Palmeiras nas quartas-de-final, porém foi eliminado na semi-final pelo Vitória. Conseguiu a permanência para a série A do ano que vem terminando o campeonato em 16º lugar.

Foi o campeão de Minas e ao que tudo indicava entraria na briga pelo título do campeonato Brasileiro. Contratou bons jogadores como Diego Souza e Rever, além de um grande técnico, Vanderlei Luxemburgo, porém, nem tudo saiu como o esperado, o grande investimento não teve resultados. O Galo conseguiu se livrar da degola apenas na penúltima rodada, batendo o Góias por 3×1. Terminou o campeonato em 13º lugar.

Sem grandes estrelas e sem muita pretensão para o ano que termina, o Atlético PR fez um bom campeonato brasileiro e em momentos da competição chegou a sonhar com a tão cobiçada vaga para a Taça Libertadores da América, porém, o time Paranaense não teve forças para conseguir seu objetivo e terminou na 5ª colocação no campeonato.

O campeão Catarinense de 2010 começou bem a série A deste ano e deu trabalho para os grandes times do Brasil, porém, não conseguiu manter o pique até o fim da competição e brigou para não cair, além de ter chego nas quartas-de-finais da Taça Sulamericana, onde perdeu a vaga em casa para o Góias. Terminou o campeonato em 15º.

O clube carioca conseguiu ser campeão do Rio de Janeiro após três vice-campeonatos seguidos para o Flamengo. Contratou grandes nomes para o elenco como “Loco Abreu” e brigou até a última rodada por uma vaga na Libertadores, sem sucesso. Terminou o campeonato em 6º lugar.

Foi à sensação do campeonato brasileiro no seu inicio, ficou entre as primeiras colocações até a parada da Copa do Mundo, no seu retorno o time ficou irreconhecível, comparado ao futebol apresentando anteriormente. Terminou o campeonato em uma melancólica 12ª colocação.

Grandes investimentos para o ano do centenário, grandes ídolos do futebol Mundial como Ronaldo e Roberto Carlos, um bom time, participando do torneio mais cobiçado da América e pelos Corintianos, o maior patrocínio do Brasil e no fim… Disputará a repescagem por uma vaga na Taça Libertadores de 2011 terminando o Campeonato Brasileiro em 3º lugar. Definitivamente, o centenário para ser esquecido pela Fiel torcida.

Não conseguiu chegar na final do Campeonato Mineiro e foi eliminado nas quartas-de-final pelo São Paulo na Taça Libertadores da América. Com isso tudo o Cruzeiro começou muito mau o Brasileirão deste ano, porém, com uma grande recuperação, chegou a brigar pelo título e conseguiu ‘abocanhar’ uma vaga para o torneio Continental do ano que vem, terminando o Campeonato em 2º lugar.

Começou o ano com moral, afinal foi o Campeão Brasileiro de 2009. Chegou até a final do Campeonato Carioca, sendo batido pelo Botafogo, eliminado nas quartas-de-final da Libertadores e brigando para não cair no Campeonato Brasileiro. O Flamengo conseguiu ser o time de pior campanha no campeonato, tendo faturado o caneco do ano anterior. Ano para ser esquecido pelo time da Gávea. Terminou o Brasileiro em 14º lugar.

Continua.

@dalessia_

Muricy Ramalho

Ele está fazendo um ótimo trabalho no Fluminense e com certeza se o titulo de Campeão Brasileiro for conquistado Muricy Ramalho escreverá o seu nome na galeria de grandes ídolos do clube carioca.

No começo de sua carreira a impressa chegou a dizer que Muricy seria o sucessor de Pelé. Assim como de costume (claro que temos algumas exceções) começou sua carreira no futebol ainda criança, Como jogador, Muricy deu os primeiros passos nas categorias de base do São Paulo Futebol Clube chegou ao time através de um amigo de seu pai em 1965. Ele era um jogador habilidoso, com boa chegada na área, desempenhava o papel de autêntico meia-direita. Alem disso, o jogador que gostava de rock chamava atenção por seus cabelos compridos, chegou a ficar afastado do time por não querer cortar o cabelo. Ao todo ele jogou 177 partidas pelo clube.

Em 1977 todos afirmavam que Muricy seria titular da Seleção Brasileira em 78, só que as coisas não caminharam tão bem assim para o jogador, que em maio do mesmo ano durante uma partida no Campeonato Paulista ele torceu o joelho e os medico disseram no inicio que ficaria 3 meses sem jogar mais a volta aos gramados ocorreu só 1 ano depois. Na volta jogou poucas partidas e foi para o time Puebla do México, mais devido a serie de contusões Muricy decidiu encerrar sua carreira como jogador em 1980. Foi assim que ele iniciou sua carreira de técnico no próprio Puebla em 1993. No ano seguinte foi para o São Paulo para ser auxiliar técnico de Telê Santana. Chegou a treinar os reservas do time, e quando o Saudoso Telê teve que sair do Tricolor Paulista assumiu a equipe titular por 6 meses quando foi substituído por Carlos Alberto Parreira.

O apse como técnico ocorreu em 2001, quando ele tirou o Náutico da fila de 11 anos sem conquistar o Campeonato Pernambucano, o detalhe fica por conta de que isso ocorreu no ano do centenário do clube. Foi Bicampeão em 2002.

Passou pelo Figueirense e ajudou o time a escapar da zona de rebaixamento. Assumiu o Internacional e conquistou o Campeonato Gaúcho 2003, saiu do time e foi para o São Caetano e lá conquistou o Campeonato Paulista de 2004. Voltou para o Internacional também em 2004 e terminou o Campeonato Brasileiro em 8º lugar.  Tudo indicava que o técnico alcançaria a gloria de ser campeão Brasileiro em 2005, só que por conta de uma conturbada arbitragem, 11 partidas foram anuladas e o titulo então foi para o clube do Corinthians, deixando ao Inter a amarga 2ª colocação.

Em 2006 viria à redenção, Muricy deixou o Inter e retornou para o São Paulo lá o treinador teve a oportunidade então de ser Campeão Brasileiro. Venceu junto com o clube o campeonato brasileiro de 2006,2007 e 2008. No Tricolor teve decepções como as eliminações da Taça Libertadores.

Eleito pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS), o 14º melhor treinador do mundo e o primeiro brasileiro da lista. Além disso, renovou seu contrato com o São Paulo até o fim de 2009. Após a derrota para o Corinthians na Semi-final do Campeonato Paulista e a Eliminação do time da Libertadores Muricy foi demitido do clube.

Assumiu o time do Palmeiras que chegou a ser líder do Campeonato Brasileiro, só que por fim o clube não chegou nem a conquistar a vaga da tão sonhada Libertadores deixando a vaga então para o Cruzeiro. O final da historia com o clube veio após um ruim começo no Campeonato Paulista e com a derrota por 4×1 para o São Caetano.

Foi contratado pelo Fluminense no dia 27 de abril de 2010 (cerca de 2 meses após sua demissão no Palmeiras). Em julho chegou a ser o técnico mais cotado para a Seleção Brasileira, porem, negou o pedido e decidiu permanecer no clube carioca.

O não a Seleção deu inicio a briga por mais um titulo Brasileiro na sua carreira. O técnico vem então desempenhado um excelente trabalho no clube. Hoje restando apenas 2 rodadas o time é líder da competição e depende somente dele para ser campeão. O time tem 65 pontos, 18 vitórias, 11 empates e apenas 7 derrotas, o aproveitamento do clube é de 60,2% e o que tudo indica é que Muricy novamente vai levantar a taça de Campeão Brasileiro.

E vocês o que acham? Muricy vai carimbar mais um titulo em sua carreira?

Deixe seu comentário! Dúvidas, críticas ou sugestões enviem  para o email: futesalto@gmail.com ou pelo twitter @futesalto

@karoldayane

Esquema Tático

Sei que estão acostumados com meus posts sobre Grandes Ídolos do Futebol, só que hoje resolvi mudar e falar sobre Esquemas Táticos.

O esquema tático é a forma que o técnico escala sua equipe dentro de campo, cada um tem um estilo de jogo e o esquema tático depende também da orientação que o jogador recebe.

O principal intuito é atacar e defender com a mesma eficiência. Alguns mais ofensivos outros mais defensivos e com diferentes formas de se tornar equilibrado.

Como cada técnico tem suas preferências vou falar apenas de alguns, já que existem esquemas não tão usados, estes são usados geralmente por times pequenos.

Carrossel Holandês

Em 1974 a seleção Holandesa usou um esquema tático que muitos definem como perfeita. O técnico e gênio Rinus Michels criou 3 fundamentos que espantaram o mundo futebolístico. Sua tática ficou conhecida como Futebol Total.

O time marcava o adversário ainda no campo de defesa anulando a tentativa de ataque. Avançava seus jogadores de defesa, todos juntos, em linha, deixando os atacantes adversários impedidos na hora do lançamento. Fazia com que seus jogadores trocassem de posição por diversas vezes no jogo impedindo assim uma marcação individual. A qualidade dos passes de cada jogador holandês, e o domínio da posse de bola foram às características que fizeram o esquema dar certo. Tendo o controle da bola e não errando passes o time podia fazer as trocas verticais o que deixava a equipe adversária desnorteada com aquele corre-corre com variações de toques curtos e lançamentos.

2-3-5

Considerado o esquema mais ofensivo do futebol, pode ser chamado de pirâmide, os jogadores são escalados da seguinte forma: 2 zagueiros, 3 meias ofensivos e 5 atacantes. A atuação do ataque consiste em, 2 meias um pouco recuados, 2 pontas bem abertos e o centro-avante artilheiro. O risco desse esquema é o contra-ataque.

4-2-4

Baseado no ataque. Dizem o esquema foi criado pelo São Paulo Futebol Clube utilizado nas décadas de 40 e 50, não só pelo time mais também pelos adversários. 4 defensores, 2 meio-campos e 4 atacantes.

Os laterais atuam na defesa auxiliando os zagueiros e por isso não avançam muito. Quando o time não esta atacando 2 dos 4 atacantes retornam para auxiliar os meio campistas.

5-3-2

Tática defensiva criada nos anos 90. Utilizada para segurar algum resultado, ou quando se tem algum jogo difícil. Os defensores contam com os laterais, há o líbero, e mais dois zagueiros. Os meias avançam junto com os atacantes e também voltam, os atacantes permanecem na mesma posição. Nunca os dois laterais avançam.

Esquemas mais utilizados.

3-5-2

Opção menos defensiva que o 4-4-2. É um esquema com 3 jogadores na defesa (o ultimo jogador da defesa é conhecido como libero, desarma o adversário, orienta a defesa e cria jogadas de ataque) 5 jogadores no meio-campo e 2 jogadores no ataque.

4-5-1

Permite uma melhor distribuição dos jogadores em campo. Normalmente os jogadores ficam atrás da linha da bola participando diretamente da marcação. Permite uma transição rápida para o ataque.  4 defensores (2 zagueiros centrais e 2 laterais), 5 jogadores de meio-campo e apenas 1 atacante,

4-4-2

Muito utilizado principalmente aqui no Brasil, permite uma variação de posicionamentos, principalmente do meio de campo para frente, os 2 laterais se alternam no momento do apoio ao ataque, 1 volante mais centralizado e outro que faça a cobertura dos laterais, 2 meias que participam da marcação e chegue bem a frente, 1 atacante mais “de área” e outro com boa movimentação. Tem boa distribuição dos jogadores em campo, pode ser ofensivo ou defensivo com pouca alterações.

4-3-2-1

Esquema utilizado pelas 3 melhores seleções da Copa do Mundo de 2010, inclusive as finalistas Holanda e Espanha. É um sistema tático bastante equilibrado que pode sofres variações a partir da posse de bola. Consiste em uma linha de 4 defensores (2 zaqueiros e 2 laterais) 2 volantes 3 meias ou meias-atacantes e 1 centroavante.

O que acharam? Faltou algum esquema tático importante na opinião de vocês?

Deixe seu comentário! Dúvidas, críticas ou sugestões enviem  para o email: futesalto@gmail.com ou mande um tuit para @futesalto

@karoldayane

O maestro da Folha Seca: Didi

Waldir Pereira, mais conhecido por Didi, é considerado um dos melhores e mais elegantes jogadores de futebol de todos os tempos. Como jogador, passou por clubes como Fluminense, Botafogo, São Paulo e Real Madrid. No Fluminense ganhou o apelido de “O Principe Etíope” dado pelo grande dramaturgo Nelson Rodrigues, que era torcedor fanático do clube das Laranjeiras.

No Botafogo de Futebol e Regatas participou daquele antológico time que contava com craques e lendas do futebol como: Garrincha, Nílton Santos, Zagallo, Quarentinha, Gérson, Manga e Amarildo. Ainda pela Estrela Solitária chegou a conquistar o tricampeonato carioca em 1957, 1961 e 1962.

No Real Madrid, formou um trio de ataque dos sonhos completado por Di Stéfano e Puskas. No entanto, no clube merengue, não pode mostrar todo seu futebol, segundo comentários de bastidores era vítima de perseguição pelos próprios companheiros em um movimento que era liderado por Di Stéfano.

Pelo São Paulo também não brilhou muito, o elenco era extrememanete limitado, pois o tricolor estava mais empenhado na contrução de seu estádio, do que na formação de um time forte que tivesse condições de disputar títulos. Mas, foi pela Seleção Brasileira que ele se consagrou, campeão dos Mundiais de 1958 e 1962, sendo eleito o melhor jogador deste primeiro, Didi não era somente um maestro em campo, também é o criador da “Folha Seca”, terror dos goleiros adversários, essa técnica consisitia em um poderoso chute de trivela que era tanto imprevisivel quanto fatal, considerada sua marca registrada, esse lance o acompanhou pelo resto de sua carreira de jogador profissional, ela ficou conhecida após uma partida contra a Seleção do Peru em jogo válido pela Eliminatórias da Copa do Mundo de 1958, após isso difundiu-se pelo mundo, mas nunca houve quem conseguisse executá-la com tanta destreza e classe como seu criador. O jogador ainda carrega em seu currículo a proeza de ter sido o autor do primeiro gol no Maracanã em 1950, na oportunidade ela defendia a Seleção Carioca.

Após pendurar as chuteiras, Didi investiu na carreira de técnico, tendo inclusive participado de mais uma Copa do Mundo, em 1970 foi técnico da Seleção do Peru no torneio mundial que estava sendo disputado no México, curiosamente a primeira partida na Copa foi justamente contra a Seleção Brasileira, que deu um chocolate de 4 á 2 em cima dos peruanos. Como terinador ele ainda trabalhou em clubes como: Sporting Cristal (Peru), Fenerbaçe (Turquia), Fluminense, Botafogo e Cruzeiro.Presença constante e obrigatória em todas as listas de melhores jogadores do século XX, o mestre da folha seca morreu aos 71 anos no Hospital Público Pedro Ernesto, no Rio de Janeiro, em 12 de Maio de 2001. Didi, foi mais um de sua geração brilhante que morreu praticamente na miséria, mas, como diria Nénem Prancha, ex-roupeiro do Botafogo e um profundo conhecedor do futebol “Quem o vê andando pela rua, mesmo sem saber quem é, diz logo: esse crioulo é algum troço na vida”.



@dai_reginato

Nuvem de tags