Blog sobre futebol, voltado para as mulheres

Posts marcados ‘regras’

Esquema Tático

Sei que estão acostumados com meus posts sobre Grandes Ídolos do Futebol, só que hoje resolvi mudar e falar sobre Esquemas Táticos.

O esquema tático é a forma que o técnico escala sua equipe dentro de campo, cada um tem um estilo de jogo e o esquema tático depende também da orientação que o jogador recebe.

O principal intuito é atacar e defender com a mesma eficiência. Alguns mais ofensivos outros mais defensivos e com diferentes formas de se tornar equilibrado.

Como cada técnico tem suas preferências vou falar apenas de alguns, já que existem esquemas não tão usados, estes são usados geralmente por times pequenos.

Carrossel Holandês

Em 1974 a seleção Holandesa usou um esquema tático que muitos definem como perfeita. O técnico e gênio Rinus Michels criou 3 fundamentos que espantaram o mundo futebolístico. Sua tática ficou conhecida como Futebol Total.

O time marcava o adversário ainda no campo de defesa anulando a tentativa de ataque. Avançava seus jogadores de defesa, todos juntos, em linha, deixando os atacantes adversários impedidos na hora do lançamento. Fazia com que seus jogadores trocassem de posição por diversas vezes no jogo impedindo assim uma marcação individual. A qualidade dos passes de cada jogador holandês, e o domínio da posse de bola foram às características que fizeram o esquema dar certo. Tendo o controle da bola e não errando passes o time podia fazer as trocas verticais o que deixava a equipe adversária desnorteada com aquele corre-corre com variações de toques curtos e lançamentos.

2-3-5

Considerado o esquema mais ofensivo do futebol, pode ser chamado de pirâmide, os jogadores são escalados da seguinte forma: 2 zagueiros, 3 meias ofensivos e 5 atacantes. A atuação do ataque consiste em, 2 meias um pouco recuados, 2 pontas bem abertos e o centro-avante artilheiro. O risco desse esquema é o contra-ataque.

4-2-4

Baseado no ataque. Dizem o esquema foi criado pelo São Paulo Futebol Clube utilizado nas décadas de 40 e 50, não só pelo time mais também pelos adversários. 4 defensores, 2 meio-campos e 4 atacantes.

Os laterais atuam na defesa auxiliando os zagueiros e por isso não avançam muito. Quando o time não esta atacando 2 dos 4 atacantes retornam para auxiliar os meio campistas.

5-3-2

Tática defensiva criada nos anos 90. Utilizada para segurar algum resultado, ou quando se tem algum jogo difícil. Os defensores contam com os laterais, há o líbero, e mais dois zagueiros. Os meias avançam junto com os atacantes e também voltam, os atacantes permanecem na mesma posição. Nunca os dois laterais avançam.

Esquemas mais utilizados.

3-5-2

Opção menos defensiva que o 4-4-2. É um esquema com 3 jogadores na defesa (o ultimo jogador da defesa é conhecido como libero, desarma o adversário, orienta a defesa e cria jogadas de ataque) 5 jogadores no meio-campo e 2 jogadores no ataque.

4-5-1

Permite uma melhor distribuição dos jogadores em campo. Normalmente os jogadores ficam atrás da linha da bola participando diretamente da marcação. Permite uma transição rápida para o ataque.  4 defensores (2 zagueiros centrais e 2 laterais), 5 jogadores de meio-campo e apenas 1 atacante,

4-4-2

Muito utilizado principalmente aqui no Brasil, permite uma variação de posicionamentos, principalmente do meio de campo para frente, os 2 laterais se alternam no momento do apoio ao ataque, 1 volante mais centralizado e outro que faça a cobertura dos laterais, 2 meias que participam da marcação e chegue bem a frente, 1 atacante mais “de área” e outro com boa movimentação. Tem boa distribuição dos jogadores em campo, pode ser ofensivo ou defensivo com pouca alterações.

4-3-2-1

Esquema utilizado pelas 3 melhores seleções da Copa do Mundo de 2010, inclusive as finalistas Holanda e Espanha. É um sistema tático bastante equilibrado que pode sofres variações a partir da posse de bola. Consiste em uma linha de 4 defensores (2 zaqueiros e 2 laterais) 2 volantes 3 meias ou meias-atacantes e 1 centroavante.

O que acharam? Faltou algum esquema tático importante na opinião de vocês?

Deixe seu comentário! Dúvidas, críticas ou sugestões enviem  para o email: futesalto@gmail.com ou mande um tuit para @futesalto

@karoldayane

Anúncios

As 17 regras/leis do futebol – parte 3

Finalmente chegamos no último post sobre as regras do futebol:

Regra 13: Tiro livre
Os tiros livres são os chutes para o gol, podendo ser direto ( podendo chutar diretamente para o gol do outro time) ou indiretos (o gol só vai ser válido se mais um jogados tocar na bola)

Os tiros livres que são cobrados dentro da área do jogador devem ser cobrados com os outros jogadores fora da área de pênalti e o goleiro não pode defender com as mãos.

Caso o tiro livre seja cobrado na sua área de pênalti, os outros jogadores devem estar d 9,15 m de distancia da bola e se encontrarem entre as traves do gol. O jogador que estiver cobrando o tiro direto só pode tocar na bola uma vez, caso toque mais de uma, um tiro indireto é dado ao outro time.

Regra 14: O pênalti
Um dos mais emocionantes do futebol, o pênalti é feito quando ocorre uma infração dentro da grande área. O goleiro não pode se adiantar para defende-lo e a bola deve estar a 11 m de distancia do gol.

 

Regra 15: O arremesso lateral
Quando a bola vai para fora da linha do campo, o adversário de quem tocou a bola por último deve colocá-la em jogo novamente do lugar onde ela saiu. O jogador que colocar a bola em campo deve estar com os dois pés sobre a linha lateral ou fora do campo e lançar a bola com as mãos.

Lei 16: O Chute de baliza
O tiro de meta é um método de reiniciar a partida que é feito pelo time defensivo quando a bola sair do campo pela linha de fundo (atrás do gol), ela deve ser chutada e podendo fazer um gol. Todos os jogadores do time adversário devem estar fora da grande área.

Lei 17:  O chute de canto ( escanteio)
O escanteio é cobrado quando o time defensor coloca a bola para fora do jogo ultrapassando a linha da baliza, aonde um canto é escolhido para se colocar a bola em jogo novamente. linha de baliza, quer seja rente ao solo ou pelo ar, tocada em último lugar por um jogador da equipa defensora, sem que um golo tenha sido marcado em conformidade com a lei 10.

 

Espero que esses 3 posts tenham tirado dúvidas sobre as regras do futebol.

Qualquer dúvida, crítica ou sugestão para o email: futesalto@gmail.com

@futesalto

@dai_reginato

As 17 regras/leis do futebol – parte 2

 

Voltamos a falar das regras do futebol, eu expliquei até a lei 7 e hoje vou explicar até a lei 12:

 

Regra 8: O início e o reinício do jogo
Essa regra serve pra definir que lado do campo os times vão começar e quem vai dar o chute inicial, usando  uma moeda.

Lei 9:A bola em jogo e fora de jogo

Essa é simples, a bola continua em jogo quando bater na trave ou nas bandeiras de escanteio, ou em um dos árbitros. A bola esta fora de jogo quando ultrapassar as linhas que delimitam o campo ou o jogo tiver sido interrompido.

Lei 10: O gol

O mais fácil, gol é quando a bola ultrapassar a linha de fundo entre as traves e por baixo do travessão, não sendo considerado nas exceções previstas nas regras, como o impedimento.

Lei 11: Impedimento
Uma das regras mais complicadas para se entender, o impedimento é considerado quando um jogador estiver mais perto da linha de fundo adversária que a bola, sem ter 2 adversários entre ele e a linha de fundo (que normalmente é a defesa do time).

Caso o jogador receba a bola de um tiro de meta, escanteio, um arremesso lateral ou bola ao chão não é considerado impedimento. O arbitro decide se foi impedimento ou não levando em consideração se o jogador não influiu no jogo, perturbou um adversário ou tentou obter vantagem na sua posição.

 

Lei 12: Faltas e conduta irregular

Quando um jogador comete intencionalmente uma das 9 regras seguintes é punido com um tiro livre direto, que e cobrado no locar da falta:
1° – chutar ou tentar chutar um adversário;
2° – derrubar ou tentar derrubá-lo, usando a perna ou agachando-se atrás ou à sua frente;
3° – saltar sobre um adversário;
4° – atacar violenta ou perigosamente um adversário;
5° – atacar por trás um adversário que não lhe fez obstrução;
6° – atingir ou tentar atingir um adversário;
7° – segurá-lo com a mão ou o braço;
8° – empurrá-lo;
9° – carregar, golpear ou arremessar a bola com a mão ou o braço. Se qualquer dessas faltas for cometida por um defensor dentro de sua grande área, será punido com um pênalti.

As 6 faltas seguintes são punidos com tiro livre indireto:
1° – jogar de forma perigosa (chutar a bola quando ela estiver com o goleiro, por exemplo);
2° – investir lealmente – isto é, com o ombro – sobre um adversário, quando a bola não estiver à distância de jogo dos envolvidos e estes não intencionam participar da jogada;
3° – sem tocar na bola, obstruir intencionalmente um adversário, colocando-se como obstáculo entre ele e a bola;
4° – atacar o goleiro, a menos que ele detenha a bola, obstrua um adversário ou esteja fora da grande área;
5° – sendo goleiro, dar mais de quatro passos com a bola nas mãos, tocá-la antes de outro jogador depois de tê-la colocado em jogo, ou retardar a partida;
6° – sendo goleiro, receber a bola atrasada por um companheiro com o pé.

E recebem punição com tiro livre indireto as seguintes faltas:

1° – infração constantes às regras de jogo;
2° – reclamação, com palavras ou gestos, a qualquer decisão do árbitro;
3° – conduta incorreta.

A punição de expulsão é aplicada aos jogadores que:
1° – se mostrarem, segundo a opinião do árbitro, violentos;
2° – usarem de linguagem injuriosa ou grosseira;
3° – persistirem nas infrações após terem sido advertidos;
4° – derrubaram por trás os adversários que estiverem correndo com a bola na direção do gol;
5° – evitarem gols eminentes desviando a bola com a mão.

Por hoje terminamos aqui, no sábado vem o último post sobre as regras do futebol. Críticas, comentários ou sugestões para @futesalto

@dai_reginato

As 17 regras/leis do futebol – parte 1

No mundo do futebol, existem 17 regras que prevalecem em todos os jogos oficiais. Algumas nos deixam na dúvida sobre o que realmente significam e quando elas são aplicadas, como o impedimento. Vou tentar explicar elas, de modo fácil, simplificado e não cansativo ( ou seja, chato).

As 17 leis do futebol são:

Lei 1: Campo de jogo
Lei 2: Bola
Lei 3: O número de jogadores
Lei 4: O equipamento dos jogadores
Lei 5: O árbitro
Lei 6: Os árbitros assistentes
Lei 7: Duração da partida
Lei 8: O início e o reinício do jogo
Lei 9: A bola em jogo e fora de jogo
Lei 10: O gol
Lei 11: Impedimento
Lei 12: Faltas e conduta irregular
Lei 13: Tiro livre
Lei 14: O pênalti
Lei 15: O arremesso lateral
Lei 16: Tiro de meta
Lei 17: O Chute de Canto (escanteio)

Lei 1: Campo de jogo
Regras básicas sobre como o campo de futebol deve ser, tamanho, as linhas demarcadas, balizas (o gol) e bandeirola.

Lei 2: Bola

É, ela também entra nas regras. Ela deve ser de couro ou outro material aprovado, com peso não superior a 450 g e não inferior a 410 g, e a pressão dela deve ser equivalente a 0,6 – 1,1 atmosfera ao nível do mar.

Lei 3: O número de jogadores

O básico, 2 times com 11 jogadores no máximo e no mínimo 7, contando com o goleiro. O máximo de substituições permitidos em um jogo oficial são de 3 jogadores, exceto o goleiro. O jogador substituto só pode entrar em campo, quando o substituído já tiver saído.

Lei 4: O equipamento dos jogadores

Os jogadores devem usar o uniforme completo, que consiste em:

-Camisa de mangas curtas ou compridas
-Calções
-Meias Compridas
-Caneleiras (material adequado)
-Chuteiras

E as camisas das equipes não podem ser de cores parecidas, por isso todo time tem mais de um uniforme oficial e o uniforme dos goleiros deve ser de uma cor diferente do seu time, para não confundir os jogadores.

A arbitragem deve usar um uniforme de cor diferente também, para que aconteça confusão entre eles e os times.

Lei 5: O árbitro

O juiz da partida, que tem autoridade total no jogo. Ele controla a partida junto com mais dois árbitros assistentes (conhecidos como bandeirinhas). Suas decisões são definitivas e somente ele pode mudá-las.

Lei 6: Os árbitros assistentes
Os bandeirinhas, eles dão apoio ao juiz, e são responsáveis por indicar:

-a que time pertence a bola quando ela sai do campo

-substituição dos jogadores

-infrações ou acidentes fora do campo de visão do árbitro

-se o goleiro se adiantar na penalidade máxima (pênalti)

-o impedimento

Ainda existe mais um quarto árbitro, que é o árbitro reserva, substituto imediato de algum dos árbitros, se este não tiver condições de continuar.

Leis 7: Duração da partida
Cada partida deve durar 90 minutos, que são divididos em 2 tempos de 45 minutos que podem ter acréscimos. O intervalo pode durar no máximo 15 minutos.

Essa foi a primeira parte sobre as 17 leis do futebol, segunda-feira tem mais.

Criticas, comentários ou sugestões: @futesalto

@dai_reginato

Nuvem de tags