Blog sobre futebol, voltado para as mulheres

Posts marcados ‘estádio’

Um artilheiro diferente: Rogério Ceni o Goleiro Matador.

Na semana passada vimos o post sobre o maior artilheiro de todas as edições do Campeonato Brasileiro. Bom, vou continuar falando dos maiores, porém dessa vez não será um atacante ou um meio campista e sim, um goleiro! Isso mesmo. Vamos saber um pouco mais da trajetória do goleiro artilheiro, Rogério Ceni.

Quando falamos de goleiro a primeira coisa que vem na mente é evitar gols, a final essa é sua missão dentro de campo. Porém, alguns provaram que também podem fazer a alegria de seus torcedores marcando gols. É assim com Rogério Ceni.

Ele iniciou sua carreira jogando Vôlei, mais isso não vem ao caso. Entrou para o mundo do futebol em 1990 pelo Sinop (MT) e no dia 07/09 do mesmo ano foi contratado pelo São Paulo Futebol Clube.

No tricolor Paulista jogou no Juniores e na reserva ganhou alguns títulos, só virou titular em 1997 com a saída de Zetti (o goleiro titular foi para o Santos).

Desde então tem uma historia de dar inveja a muitos jogadores, sua trajetória pelo São Paulo é marcada por grandes conquistas, e não é a toa que o goleiro é o maior ídolo do Tricolor.

O goleiro quebrou diversos recordes, como por exemplo, o jogador que mais jogou partidas pelo campeonato Brasileiro, porem hoje vamos falar apenas sobre gols “prós”.

O jogador de 37 anos lidera o ranking da Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS), com 89 gols (oficiais) e 2 (em amistosos), quais a Fifa não reconhece.

Embora, atualmente seja o mais famoso dos goleiros-artilheiros, Rogério não é o único. O segundo colocado é paraguaio José Luis Félix Chilavert, que se aposentou com 62 gols na carreira, René Higuita (Colômbia) e Jorge Campos (México), vêm logo a seguir, com 41 e 40 gols, ambos não jogam mais.

Algumas Curiosidades

 

Rogério balançou as redes tanto de seu ex-companheiro no São Paulo, Zetti, quando este jogava no Santos, marcou também em seu ex-reserva, Roger, quando o mesmo estava na Portuguesa em 2000; O reserva Bosco também não escapou, quando este estava também na Portuguesa, em 2002.

O Palmeiras é o time que Rogério mais fez gols (7) (em 2002, pelo Torneio Rio São Paulo marcou um gol de falta sem chances para São Marcos), seguido pelo Cruzeiro e Vasco (5).

O ano de 2005 foi o que mais balançou as redes, com 21 gols, mesmo ano em que o time foi Tricampeão da Libertadores e Tricampeão Mundial, sendo o último gol na semifinal do Mundial de Clubes, contra o Al-Ittihad.

Em 5 jogos o Goleiro chegou a marcar 2 vezes pelo time, sendo um dos jogos pela Libertadores da América, contra o Tigres, onde o São Paulo venceu a partida por 4X0. O Goleiro é o artilheiro do time na competição com 11 gols.

Em todas as partidas em que ele marcou no mínimo um gol, o time do Morumbi só foi derrotado 2 vezes, Rogério e o São Paulo contam com 65 vitórias, 18 empates e 2 derrotas.

É recordista de minutos sem tomar gols no Campeonato Brasileiro (988).

Já está no São Paulo há 20 anos, para se ter uma idéia do tempo, o atacante Neymar que já até fez gol em Rogério nem era nascido.

Quando entrou para o time o São Paulo, que hoje é Hexacampeão Brasileiro o time na época era apenas Bicampeão e ainda não tinha conquistado a América e o Mundo.

Hoje completa 700 jogos como capitão do São Paulo.

Quando se trata de Rogério Ceni até os torcedores de outros clubes admitem o goleiro é um mito debaixo das traves. Uma máquina de conquistar títulos e quebrar recordes. O que todos agora querem saber é: Rogério vai chegar ao 100 gols?

E vocês o que acham?

Deixe seu comentário! Dúvida,s críticas ou sugestões enviem  para o email: futesalto@gmail.com ou mande um twit para @futesalto

@karoldayane

Coração de Leão é o maior artilheiro das edições do Brasileirão.

Como sabemos o Campeonato Brasileiro é a competição que define a maior parte dos times nas competições Sul-Americanas.

Mas vamos falar do que a torcida mais gosta de ouvir, o famoso Gol.

A principal competição nacional tem como maior artilheiro Washington “coração valente”. Vamos saber um pouco mais da história do goleador até a conquista de maior artilheiro do Brasileirão.

Natural de Brasília, Washington Stecanela Cerqueira começou sua carreira no Brasília, atuando nas categorias de base. Teve uma passagem pelo Caxias onde despertou o interesse do Internacional. A passagem por lá não foi bem sucedida assim como sua passagem pelo Grêmio, o jogador teve algumas contusões e seu desempenho não foi um dos melhores, voltou então paras o Caxias. O artilheiro voltou a ganhar destaque em 99 quando atuou no Paraná Clube. O seu maior destaque foi na Ponte Preta, onde virou ídolo da torcida, em 106 jogos marcou 93 gols. Pelo time em 2001, foi artilheiro do Campeonato Paulista (16 gols em 16 jogos) e também da Copa do Brasil (11 gols em 8 jogos).

Em 2002 foi para o Fenerbahçe, da Turquia e chegou a ser vice-artilheiro do campeonato Turco, foi lá onde Washington sentiu as primeiras dores do que no final seria lesão na artéria esquerda do coração. O jogador foi operado e voltou para o Brasil para atuar no Atlético Paranaense, porem de inicio foi reprovado pela junta medica do clube. O time disponibilizou a estrutura do CT e os seus médicos para recuperação do centroavante. Quando completou 1 ano de operação começou a treinar com o time B do clube e 1 mês depois veio a noticia esperada ao longo da sua recuperação: exames apontaram que o jogador estava apto para atividades físicas.

No dia 08/02/2004 os torcedores do Atlético presenciaram a reviravolta do centroavante ele marcou o 1 gol contra o Paraná, e em um ato de solidariedade foi abraçado por todos os companheiros e seu nome foi aclamado pela torcida, nessa partida ele também fez um gesto que seria repetido por diversas vezes, bater com a mão direita no coração.

No campeonato Paranaense ele marcou 10 gols e foi o vice-artilheiro da competição, mais a gloria estava reservada para a maior competição nacional o Brasileirão. O artilheiro marcou 34 gols e consagrou-se como o maior artilheiro da competição, marca que até hoje não foi superada. O recorde lhe rendeu a Chuteira de Ouro pela Revista Placar, consagrou-se como o terceiro maior artilheiro do mundo pela Federação Internacional de Futebol e Estatísticas do Futebol e o quarto maior goleador da história da Arena.

Atualmente Washington joga pelo Fluminense, no momento tem 10 gols assim como Neymar (Santos), Kleber (Palmeiras) e Elias (Atlético-Go).

Um jogador que não possui o assédio da imprensa, como muitos que fizeram e ainda fazem parte da história da competição, Washington é mais que um jogador é exemplo de superação e perseverança, sua historia nos faz acreditar que quando temos um sonho devemos ir atrás do mesmo, sem desistir superando os obstáculos e pedras que podemos encontrar pelo caminho.

Qualquer dúvida, crítica ou sugestão para o email: futesalto@gmail.com ou mande um twit para @futesalto

@karoldayane

Eles querem ser campeões?

Qual o assunto mais falado no ano de 2010? Morumbi fora da Copa? ERRADO! Caso Eliza Samudio e Bruno? ERRADO! Copa do Mundo? ERRADO! O que mais ouvimos falar esse ano foi o Centenário do Corinthians e as promessas de titulo!

Nesse Post vou falar apenas das promessas de titulo, nada de comentar sobre o possível estádio.

Alegria para uns, indiferença para outros, o fato é que junto com o centenário vieram também as promessas. E o presente que o torcedor do “timão” mais queria não veio à famosa “LIBERTADORES”. O tal sonho foi barrado pelo Flamengo que venceu primeiro jogo das oitavas de final por 1×0 e perdeu o segundo por 2×1.  Bem diferente da reação de 2006 quando o time foi eliminado pelo River Plate (o quebra-quebra lembram?) o time foi aplaudido ao sair do campo eliminado. Tudo bem fica para o ano que vem (talvez) afinal a diferença de 100 para 101 anos são apenas 12 meses! Meta de agora em diante: Brasileirão, afinal a competição garante vaga para a Libertadores da America e também é um titulo de importância para os clubes brasileiros!

Após a pausa para a copa do mundo o time voltou para a disputa do campeonato com sede de titulo, afinal estava em 1° lugar com 17 pontos.

 

Jorge Henrique e Bruno Cesar, atuais ídolos do Corinthians.

 

Na 10ª rodada perdeu a liderança para o Fluminense e de lá para cá se manteve assim, alternando a liderança com o time carioca.

No dia do tão falado centenário o Corinthians não jogou com o Vasco, pois a CBF adiou a data para a próxima quarta-feira (13/10) às 22h.

Esse jogo a menos que o Corinthians tem, passou a ser uma carta na manga, pois o Fluminense (que tem 1 jogo a mais) teve alguns tropeços. E o maior deles aconteceu na 22ª rodada onde o time Carioca perdeu para o “timão” por 2×1. O Corinthians virou líder e bastava apenas manter o mesmo ritmo, mas… Na 25ª rodada o time enfrentou o Internacional (atual Campeão da Libertadores), em um jogo eletrizante onde nos minutos finais saíram 2 gols! O Internacional saiu na frente do Corinthians, com gol de Tinga, depois de receber a bola de D’ Alessandro. Jorge Henrique marca para o Corinthians empatando o jogo. O Inter volta a ficar na frente com gol de Alecsandro e o Corinthians volta a empatar com Bruno Cesar cobrando pênalti. Aos 48 do segundo tempo, Andrezinho marca para o Inter ( vingança por 2005?). Como o Fluminense venceu o Vitoria por 2×1 voltou à liderança.

Na quarta-feira (06/10/2010) o Fluminense jogou antes do Corinthians e perdeu para o Santos por 3×0 e com isso deixou o “timão” com chances de voltar à liderança, bastava apenas vencer o fraco Atlético Mineiro… Já ouviram o ditado um dia da caça outro do caçador? Pois é ontem foi o da caça, o Galo venceu o Corinthians por 2×1.

Então pergunto a vocês: Um time que quer ser campeão  pode disputar 12 pontos e conseguir apenas 2? Isso mesmo galera nos últimos jogos o Corinthians só ganhou 2 pontos. Se vencer o Jogo contra o Vasco empata com Fluminense e quem sabe vira líder pelo saldo de gols? Mais se vacilar o time carioca toma a taça em pleno centenário, alias o Cruzeiro também esta de olho no brasileirão esse ano, então é bom não vacilar, pois quem aqui não lembra o que aconteceu com o Palmeiras ano passado? O Verdão permaneceu um bom tempo na liderança do campeonato e no final dele não conseguiu sequer uma vaga na libertadores! Quem quiser que torça para isso não acontecer (ou para acontecer)…

Fica a pergunta: Qual time tem realmente chances de ser campeão do Brasileirão 2010? Será que esse ano os torcedores do Corinthians irão comemorar o “Centenada” ?

Espero que tenham curtido. Faltou algo? Duvidas? Deixem seus comentários! Sugestões envie para o nosso email  futesalto@gmail.com ou se preferir mande-nos um twit @Futesalto

@karoldayane

Estádio em Clima Familiar

Estádio em Clima Familiar:

Quem disse que estádio não e lugar de família? Se você assistir aos jogos de futebol ira perceber que as famílias vão sim aos estádios prestigiar seus times do coração!

E quando falo de família falo de alguns tipos, como assim tipos de família? É se você não reparou temos alguns tipos que freqüentam os estádios assiduamente. Seriam elas: tradicional, formação e comunitária.

Família Tradicional:


Cada vez mais vemos pais levando seus filhos aos estádios, algo muito bonito de se ver.

Família de amigos (as):


Temos sempre a opção de ir com que mais gostamos ao estádio e assim juntar as maiores paixões em um só lugar. E é cada vez maio a presença das mulheres no estádio.

Família comunitária:

As torcidas organizadas são maiorias nos estádios e é sempre comum encontrar essa grande família.

Assistir os jogos nos estádios para uns pode ser aterrorizantes por causa do tumulto, medo da violência, estádio desestruturado, valor do ingresso etc. Obvio que os estádios precisam melhorar muito, principalmente agora em tempo de pré copa do mundo no Brasil. Mas torcedor que é torcedor vai sim ao estádio prestigiar seu time. Eu recomendo ir ao estádio é uma emoção única, quer dizer em uma partida você poderá sentir varias emoções, haja coração.

Qual dessa família você faz parte?

Nuvem de tags