Blog sobre futebol, voltado para as mulheres

Posts marcados ‘Clássico’

Brasil x Argentina = marketing?

As duas grandes estrelas do jogo

O título diz tudo sobre o post de hoje, e sobre o jogo de ontem (quarta-feira 17/11/10) a tarde entre essas duas seleções, que com certeza tem muita bagagem. Mas deveríamos nos perguntar, o que duas seleções sul-americanas estariam fazendo em Doha, Qatar? A organização deste jogo a meu ver não acrescenta em nada a grande história deste clássico, uma vez que, este jogo tem o mesmo intuito do jogo Inglaterra x Brasil, onde a seleção que naquela época comandada por Dunga venceu por 1×0. O jogo de ontem a tarde não parecia realmente ter aquela emoção ( não necessariamente pelo futebol apresentado ), não estava realmente com cara de Brasil x Argentina e sim de “apenas mais um jogo de futebol”.

E porque eu digo isso? É obvio e explicito a intenção do Qatar de usar esse grande clássico mundial como uma grande promoção para ganhar pontos para tentarem sediar a Copa do Mundo de 2022, além é claro da renda que o jogo em si trás pelos atletas que cada seleção possui.

O clássico contou com estrelas mundiais, como Messi, Ronaldinho, Robinho, Di Maria, Higuain, Daniel Alves, entre outros.

O time do Brasil por ter um elenco mais jovem e por assim dizer “sem experiência”, não metia medo, por isso diria eu que no papel a Argentina tinha muito mais time do que o Brasil, porém, a Argentina possuía uma defesa que não é muito confiável, o que acabou por equilibrando bastante o jogo entre as duas seleções.

Depois da saída de Dunga e Cafu como capitães da seleção brasileira, não houve nenhum jogador que conseguisse organizar, acalmar e orientar o grupo de maneira satisfatória e sem a presença do zagueiro Lúcio, o Brasil não tinha um homem de referência em campo. Já a Argentina tinha um grupo mais experiente, em sua maioria jogadores que disputaram a Copa da África do Sul, tinham o homem que poderia e mudou a partida: MESSI.

A marcação em cima dela era praticamente perfeita, praticamente porque, em um lance de bobeira no meio-campo brasileiro depois de um lindo passe de letra de Lavezzi para Messi que passou por dois e chutou no contrapé de Victor, mais um lindo gol para a carreira de Messi.

O fator decisivo neste clássico realmente foi único: MESSI. Apesar do erro grotesco do Douglas, as duas seleções jogaram muito bem, principalmente no primeiro tempo. Só o que nos resta agora é  que o técnico do Brasil, Mano Menezes, consiga arrumar a seleção para o confronto contra a França no ano que vem.

@tiagosemh

@futesalto

Que Clássico!

Sete gols, em um clássico de tirar o fôlego. Foi assim o jogo entre São Paulo e Santos ontem no Morumbi.

Um jogo com tantos gols só podia ter uma escalação ofensiva dos times. Ao entrarem em campo os torcedores perceberam 7 atacantes. O Tricolor Paulista entrou com, 4 homens ofensivos Lucas, Fernandinho, Dagoberto e Ricardo Oliveira, o Peixe veio com 3 escalados, Alan Patrick, Neymar e Zé Eduardo. Por sinal tivemos 7 gols na partida.

O Santos abriu o placar aos 3 minutos, após falha do goleiro Rogério Ceni que rebateu a bola nos pés de Alan Patrick (só teve o trabalho de empurrar para a rede). Mais quem achou que o São Paulo desistiria fácil enganou-se, pois aos 6 minutos Dagoberto empatou depois da cobrança de escanteio. O torcedor São Paulino viu um time eletrizante e empolgante, que quando movimentava seus 4 homens deixava a defesa do Santos desesperada.  Por outro lado a defesa deixou um pouco a desejar, pois ao sair para o ataque o time deixava um buraco na zaga, o que levava os Santistas com facilidade a área do Tricolor, desequilíbrio que deixou Arouca e Danilo livre para dar apoio ao Peixe. Mesmo após levar 2 gols ( mais 1 do Dagoberto e outro contra marcado pelo jogador Pará) o Santos não desanimou, com o Morumbi em delírios, que tinha um publico pagante de 23.791 mil torcedores o Peixe consegui empatar o jogo. Depois da saída de bola Pará se redimiu do gol contra, driblou Alex Silva e tocou na medida para Zé Eduardo marcar o segundo gol do Peixe. O empate do Santos só não aconteceu aos 45 do 1º tempo devido a Grande defesa de Rogério.

Dagoberto comemorando gol Tricolor.

No segundo tempo, Carpegiane mudou o tricolor, colocou Renato Silva para ficar na Lateral e Jean foi jogar ao lado de Carlinhos Paraíba e Rodrigo Souto, alteração que melhorou o time. Com 13 minutos Richarlyson recebeu o 2º cartão amarelo e foi expulso. Isso fez que o técnico do Santos Marcelo Martelotte, armasse o time de outra forma, explorando o homem a menos do Tricolor. O empate veio aos 26 min do 2º tempo, após cobrança de pênalti Neymar empata a partida.

Um empate estaria bom, visto o que os 2 times jogaram muito. Mas como os torcedores São-paulinos costumavam dizer em outros tempos o Jason recuperou-se e mesmo com apenas 10 jogadores virou o placar aos 48 minutos do 2º tempo com gol de Jean.

Alem de manter a chama de uma vaga pela Libertadores acesa nos corações São-Paulinos ( o time ainda tem esperanças de entrar para o G3), a vitória do clássico deu ao time confiança e a nona posição do campeonato, o time ultrapassou o Palmeiras que só empatou na rodada.

Só posso dizer que foram 90 min bem jogados e que teve de tudo, pênalti, grandes defesas, bolas na trave e ainda 7 gols. Com isso o Tricolor quer mostrar que melhorou após a contratação de Carpegiane e que durante essas 8 rodadas para o termino do Brasileirão fará de tudo para conseguir a tão famosa e tão sonhada vaga para a Libertadores.

E vocês acham que o São Paulo ainda tem chances? O que acharam do Clássico? Deixe seu comentário

Qualquer dúvida, crítica ou sugestão para o email: futesalto@gmail.com ou mande um twit para @futesalto

@karoldayane

Nuvem de tags