Blog sobre futebol, voltado para as mulheres

Posts marcados ‘Botafogo’

Nunca houve um homem como Heleno

Hoje trago a vocês uma indicação de um livro sobre um ídolo do futebol brasileiro (ídolo absoluto do Botafogo na era pré Garrincha).

O nome do livro é “ Nunca houve um homem como Heleno”, que recentemente ganhou um filme, onde Heleno de Freitas é interpretador por Rodrigo Santoro.

A história de Heleno de Freitas é narrada pelo autor Marcos Eduardo Neves, que conta de forma simples, mas não menos interessante, as aventuras de Heleno dentro e fora de campo.

Em “Nunca houve um homem como Heleno”, o autor nos apresenta a vida desse craque, do seu gosto pela leitura, o seu temperamento irritadiço e que as vezes (muitas) o tiravam de campo, por sua paixão pela noite, rapaz de boa aparência conquistava muitas mulheres, seja por ser um ótimo dançarino, pelo seu charme ou simplesmente por ser um jogador de futebol famoso.

Antes de assistir o filme, é recomendado (e muito) que você leia o livro, que possuí uma riqueza de detalhes enorme, seja pela ditadura que se instaurava no Brasil ou pela guerra que levou alguns jogadores de futebol (como Geninho por exemplo) para a batalha.

Espero que vocês go

stem da sugestão e depois contem o que acharam do livro pelos comentário.

Até mais

@tiagosemh

@futesalto

Anúncios

Análise dos clubes da série A em 2010. [parte 1]

O Brasileirão 2010 chegou ao fim e teve o Fluminense como grande campeão. A última rodada foi disputada até os últimos minutos com Corinthians e Cruzeiro também brigando pelo título que acabou ficando mesmo com o tricolor carioca.

Nós do futesalto faremos uma breve analise do desempenho de cada clube da série A no ano de 2010.

Foi o primeiro ano do clube na elite do futebol brasileiro e como já era de se esperar, brigou até a última rodada para não voltar para a segunda divisão. Teve um bom desempenho na Copa do Brasil, eliminando o Palmeiras nas quartas-de-final, porém foi eliminado na semi-final pelo Vitória. Conseguiu a permanência para a série A do ano que vem terminando o campeonato em 16º lugar.

Foi o campeão de Minas e ao que tudo indicava entraria na briga pelo título do campeonato Brasileiro. Contratou bons jogadores como Diego Souza e Rever, além de um grande técnico, Vanderlei Luxemburgo, porém, nem tudo saiu como o esperado, o grande investimento não teve resultados. O Galo conseguiu se livrar da degola apenas na penúltima rodada, batendo o Góias por 3×1. Terminou o campeonato em 13º lugar.

Sem grandes estrelas e sem muita pretensão para o ano que termina, o Atlético PR fez um bom campeonato brasileiro e em momentos da competição chegou a sonhar com a tão cobiçada vaga para a Taça Libertadores da América, porém, o time Paranaense não teve forças para conseguir seu objetivo e terminou na 5ª colocação no campeonato.

O campeão Catarinense de 2010 começou bem a série A deste ano e deu trabalho para os grandes times do Brasil, porém, não conseguiu manter o pique até o fim da competição e brigou para não cair, além de ter chego nas quartas-de-finais da Taça Sulamericana, onde perdeu a vaga em casa para o Góias. Terminou o campeonato em 15º.

O clube carioca conseguiu ser campeão do Rio de Janeiro após três vice-campeonatos seguidos para o Flamengo. Contratou grandes nomes para o elenco como “Loco Abreu” e brigou até a última rodada por uma vaga na Libertadores, sem sucesso. Terminou o campeonato em 6º lugar.

Foi à sensação do campeonato brasileiro no seu inicio, ficou entre as primeiras colocações até a parada da Copa do Mundo, no seu retorno o time ficou irreconhecível, comparado ao futebol apresentando anteriormente. Terminou o campeonato em uma melancólica 12ª colocação.

Grandes investimentos para o ano do centenário, grandes ídolos do futebol Mundial como Ronaldo e Roberto Carlos, um bom time, participando do torneio mais cobiçado da América e pelos Corintianos, o maior patrocínio do Brasil e no fim… Disputará a repescagem por uma vaga na Taça Libertadores de 2011 terminando o Campeonato Brasileiro em 3º lugar. Definitivamente, o centenário para ser esquecido pela Fiel torcida.

Não conseguiu chegar na final do Campeonato Mineiro e foi eliminado nas quartas-de-final pelo São Paulo na Taça Libertadores da América. Com isso tudo o Cruzeiro começou muito mau o Brasileirão deste ano, porém, com uma grande recuperação, chegou a brigar pelo título e conseguiu ‘abocanhar’ uma vaga para o torneio Continental do ano que vem, terminando o Campeonato em 2º lugar.

Começou o ano com moral, afinal foi o Campeão Brasileiro de 2009. Chegou até a final do Campeonato Carioca, sendo batido pelo Botafogo, eliminado nas quartas-de-final da Libertadores e brigando para não cair no Campeonato Brasileiro. O Flamengo conseguiu ser o time de pior campanha no campeonato, tendo faturado o caneco do ano anterior. Ano para ser esquecido pelo time da Gávea. Terminou o Brasileiro em 14º lugar.

Continua.

@dalessia_

Alegria do Povo “Mané Garrincha”

Com seu estilo original de jogar, com seus dribles abusados e com suas jogadas divertidas ele conseguiu escrever seu nome na história do futebol brasileiro. Vamos falar um pouco da Manoel Francisco dos Santos, o famoso Garrincha.Quem gostaria de ficar famoso por ter as pernas tortas?Ele tinha uma diferença de 6 cm que separava seus joelhos. Hoje em dia com a vaidade no auge é difícil imaginar, mais isso não o incomodava. Seu estilo de jogar era irreverente e por diversas vezes voltava a driblar o jogador oponente, no mesmo lance, ainda que desnecessariamente, só pela brincadeira em si.

Sua carreira no mundo futebolístico começou no time amador, Pau Grande Esporte Clube, não teve chance de jogar logo porque, além da sua pouca idade, o técnico Carlos Pinto temia expor o garoto aos fortes zagueiros dos times adversários, por este motivo transferiu-se para o Serrano.

Depois de algum tempo, Garrincha foi tentar a sorte em algum clube da capital. Procurou o Flamengo, o Fluminense e o Vasco, mas com suas pernas tortas, não lhe deram atenção, após isso foi convidado para fazer um teste no Botafogo, seu teste encantou o treinador da época que era Carlos Pinto. No primeiro treino deixou Nilton Santos completamente louco quando jogou uma bola por entre as suas pernas e deu outros dribles incríveis. Ao término do treino o próprio Nilton Santos recomendou aos dirigentes a contratação do jogador. Eis que surge na década de 50 no Botafogo, um jovem de pernas tortas que gostava de caçar passarinhos e que fez parte do melhor time do Botafogo de todos os tempos, que contava com Zagalo, Didi, Amarildo e Nilton Santos, entre outros.

Os dribles de Garrincha levaram o Botafogo ao Título Carioca em 57 na vitória de 6 x 2 sobre o Fluminense, o Botafogo chegou ao bicampeonato carioca de 1961 e 1962.

Na maior parte de sua carreira Garrincha defendeu o Botafogo (no período de 1953-1965). Sua passagem pelo Botafogo foi gloriosa, marcou cerca de 242 gols em 614 jogos, tornando-se o terceiro maior artilheiro do clube em todos os tempos.

Defendeu a Seleção Brasileira entre 1955 e 1966, encantou a todos em 3 Copas do Mundo: da Suécia (1958) e do Chile (1962), das quais o Brasil foi campeão, e da Inglaterra (1966). Com Garrincha, o Brasil obteve 52 vitórias e sete empates. Com Garrincha e Pelé jogando ao mesmo tempo, passou a ser chamado de Alegria do Povo.

No final da carreira, jogou também no Corinthians, no Flamengo, no Olaria e em outros times brasileiros e estrangeiros. Tentou uma volta ao Botafogo de Zagalo, mas não deu certo. Em 19 de dezembro de 1973, foi realizado um jogo de gratidão para Garrincha, o Maracanã ficou lotado.

Em 1998, foi escolhido para a seleção de todos os tempos da Fifa, em eleição que contou com votos de jornalistas do mundo inteiro.

Mais a vida do craque não era apenas futebol Garrincha gostava muito de farrear. Beber era um dos seus vícios, além de mulheres. Uma artrose nos dois joelhos – uma espécie de desgaste entre o fêmur e a tíbia – acabou com a magia de Mané. Os dribles geniais exigiam muito dos joelhos. E a dor vinha a cada freada ou giro em cima do adversário.

Garrincha viveu seus últimos anos de vida marcados por uma série de episódios trágicos, tentativas de suicídio, acidentes de automóvel e dezenas de internações por alcoolismo… Levava uma vida simples, humilde e abandonado. O adeus veio aos 49 anos, depois de três casamentos e 13 filhos. Garrincha deixava um Brasil saudoso de seus espetáculos em campo. Morria a alegria do povo em 20 de janeiro de 1983 vítima de problemas generalizados causados pelo excessivo consumo de álcool. Para finalizar o Post deixo a vocês o que Carlos Drummond de Andrade escreveu sobre o gênio Mané Garrincha.

“Se há um Deus que regula o futebol, esse Deus é, sobretudo irônico e farsante, e Garrincha foi um de seus delegados incumbidos de zombar de tudo e de todos, nos estádios. Mas, como é também um Deus cruel, tirou do estonteante Garrincha a faculdade de perceber sua condição de agente divino. Foi um pobre e pequeno mortal que ajudou um país inteiro a sublimar suas tristezas. O pior é que as tristezas voltam, e não há outro Garrincha disponível. Precisa-se de um novo, que nos alimente o sonho.”


Deixe seu comentário! Dúvidas, críticas ou sugestões enviem  para o email: futesalto@gmail.com ou mande um twit para @futesalto

@karoldayane

G3 novamente vira G4

Depois de muito se discutir e muito se reclamar, a Conmebol voltou atrás e concedeu a vaga que já era do Brasil (a Conmebol queria tirar uma vaga do Brasil, já que o Internacional foi campeão da Copa Libertadores de 2010).

Até ai nada mais justo do que devolver a vaga para o Brasil, já que no futebol Sul – Americano os times mais fortes são os da Argentina e os times brasileiros. Mais como a CBF não tem moral nenhuma, ainda há a possibilidade do G4 virar novamente G3, para isso, basta que um time brasileiro vença a Copa Sul-Americana (Atlético-MG, Avaí, Goiás e Palmeiras ainda estão na disputa do titulo).

Essa notícia por uma lado é muito boa, ela faz com que os times que estejam na zona de classificação para a Copa Sul-Americana como, Atlético-PR, Grêmio, Botafogo, São Paulo e Palmeiras sonhem com a classificação para a Libertadores de 2011 ( isso porque, Internacional como citei foi o campeão da edição 2010 e o Santos foi campeão da Copa Sul-Americana do mesmo ano tem vaga garantida ), ainda mais pelo fato da última rodada do brasileirão não ter sido nada boa para os 3 primeiros colocados.

Essa questão de G3 e G4 ainda vai ser muito discutida caso outro time brasileiro consiga a vaga para Libertadores através da Sul-Americana, mas isso só mostra que a Conmebol favorece os outros países ( já que algum tempo atrás os argentinos viviam situação parecida com a dos brasileiros e nada foi feito), assim como, a CBF favorece alguns times brasileiros seja por falta de afinidade como por interesse próprio.

Deixe o seu comentário sobre o assunto.

@tiagosemh

Nuvem de tags