Blog sobre futebol, voltado para as mulheres

Arquivo para novembro, 2010

Campeonato Brasileiro, a cada rodada mais emocionante

Havia quem dizia que o formato sem mata-a-mata do brasileirão fosse tirar a emoção do campeonato, e de inicio foi o que pareceu, quando o Cruzeiro foi campeão com 13 pontos de vantagem.

Mas esse formato forçava os dirigentes brasileiros a fazerem algo que poucos times brasileiros já pensavam ( e um grupo ainda menor faziam ), que era pensar a longo prazo.

A edição de 2004 foi muito diferente do ano anterior, com a equipe santista vencendo com 3 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, que nesta edição foi o Atlético-PR.

O campeonato do ano passado e o deste ano provaram que os times brasileiros conseguiram mudar a sua maneira de administrar, pensar e jogar o futebol. Times grandes, assim como, times de menor expressão procuram investir, dentro de suas possibilidades, o máximo em jogadores e infra-estrutura. E quem ganha com isso são os torcedores, que com isso além de poderem ver jogos muito mais emocionates, ganham com melhores acomodações (algo que efetivamente começará com a Copa do mundo de 2014).

Restando apenas 2 partidas para o final do campeonato ainda não há definição de quem será o campeão, torcedores pedindo aos seus times do coração que entreguem os confrontos contra os concorrentes direto ao título, somente para não favorecer seus adversários, em contrapartida os atletas ressaltam seu lado profissional.

Bem a única coisa que podemos esperar desta edição do campeonato brasileiro é emoção até o último jogo, seja pela briga na ponta ou no final da tabela.

Espanha lança moeda para comemorar o titulo mundial

Hoje ( mais conhecido como terça feira ) a moeda comemorativa do primeiro titulo mundial da Espanha começa a ser vendida no país. Trata-se de uma moeda de prata no valor de € 20, ou R$ 47 reais, a tiragem inicial é de 3 mil exemplares, o que agradará e muito os colecionadores.

Na parte da frente da moeda há um desenho de um jogador de futebol, o escudo da Espanha e a inscrição de campeões do mundo, na parte de trás além da frase “Espanha 2010” também há os retratos do rei Juan Carlos I e da rainha Sofia.

O titulo em questão é o primeiro da seleção da Espanha, que foi conquistado neste mesmo ano de 2010 na África do sul, em cima da seleção da Holanda. O gol foi marcado aos 11 minutos do segundo tempo da prorrogação por Iniesta.

A campanha da “Fúria”, como também é conhecida a Espanha, foi marcada por um tropeço inicial diante da Suíça, que acabou não se classificando para a próxima fase. Essa derrota acabou caindo com mais peso em cima do capitão, Iker Casillas, que namora a jornalista espanhola Sara Carbonero. Que acusavam a jornalista de tirar a concentração do goleiro durante a partida.

A Espanha conseguiu dar a volta por cima ao passar por seleções favoritas como Portugal e Alemanha e por final Holanda.

Um fato curioso é que a seleção espanhola nunca havia chego a uma final de copa do mundo, já que desde a troca do formato do mundial (32 seleções) ela nunca havia passado das quartas-de-final .

 

Muricy Ramalho

Ele está fazendo um ótimo trabalho no Fluminense e com certeza se o titulo de Campeão Brasileiro for conquistado Muricy Ramalho escreverá o seu nome na galeria de grandes ídolos do clube carioca.

No começo de sua carreira a impressa chegou a dizer que Muricy seria o sucessor de Pelé. Assim como de costume (claro que temos algumas exceções) começou sua carreira no futebol ainda criança, Como jogador, Muricy deu os primeiros passos nas categorias de base do São Paulo Futebol Clube chegou ao time através de um amigo de seu pai em 1965. Ele era um jogador habilidoso, com boa chegada na área, desempenhava o papel de autêntico meia-direita. Alem disso, o jogador que gostava de rock chamava atenção por seus cabelos compridos, chegou a ficar afastado do time por não querer cortar o cabelo. Ao todo ele jogou 177 partidas pelo clube.

Em 1977 todos afirmavam que Muricy seria titular da Seleção Brasileira em 78, só que as coisas não caminharam tão bem assim para o jogador, que em maio do mesmo ano durante uma partida no Campeonato Paulista ele torceu o joelho e os medico disseram no inicio que ficaria 3 meses sem jogar mais a volta aos gramados ocorreu só 1 ano depois. Na volta jogou poucas partidas e foi para o time Puebla do México, mais devido a serie de contusões Muricy decidiu encerrar sua carreira como jogador em 1980. Foi assim que ele iniciou sua carreira de técnico no próprio Puebla em 1993. No ano seguinte foi para o São Paulo para ser auxiliar técnico de Telê Santana. Chegou a treinar os reservas do time, e quando o Saudoso Telê teve que sair do Tricolor Paulista assumiu a equipe titular por 6 meses quando foi substituído por Carlos Alberto Parreira.

O apse como técnico ocorreu em 2001, quando ele tirou o Náutico da fila de 11 anos sem conquistar o Campeonato Pernambucano, o detalhe fica por conta de que isso ocorreu no ano do centenário do clube. Foi Bicampeão em 2002.

Passou pelo Figueirense e ajudou o time a escapar da zona de rebaixamento. Assumiu o Internacional e conquistou o Campeonato Gaúcho 2003, saiu do time e foi para o São Caetano e lá conquistou o Campeonato Paulista de 2004. Voltou para o Internacional também em 2004 e terminou o Campeonato Brasileiro em 8º lugar.  Tudo indicava que o técnico alcançaria a gloria de ser campeão Brasileiro em 2005, só que por conta de uma conturbada arbitragem, 11 partidas foram anuladas e o titulo então foi para o clube do Corinthians, deixando ao Inter a amarga 2ª colocação.

Em 2006 viria à redenção, Muricy deixou o Inter e retornou para o São Paulo lá o treinador teve a oportunidade então de ser Campeão Brasileiro. Venceu junto com o clube o campeonato brasileiro de 2006,2007 e 2008. No Tricolor teve decepções como as eliminações da Taça Libertadores.

Eleito pela Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS), o 14º melhor treinador do mundo e o primeiro brasileiro da lista. Além disso, renovou seu contrato com o São Paulo até o fim de 2009. Após a derrota para o Corinthians na Semi-final do Campeonato Paulista e a Eliminação do time da Libertadores Muricy foi demitido do clube.

Assumiu o time do Palmeiras que chegou a ser líder do Campeonato Brasileiro, só que por fim o clube não chegou nem a conquistar a vaga da tão sonhada Libertadores deixando a vaga então para o Cruzeiro. O final da historia com o clube veio após um ruim começo no Campeonato Paulista e com a derrota por 4×1 para o São Caetano.

Foi contratado pelo Fluminense no dia 27 de abril de 2010 (cerca de 2 meses após sua demissão no Palmeiras). Em julho chegou a ser o técnico mais cotado para a Seleção Brasileira, porem, negou o pedido e decidiu permanecer no clube carioca.

O não a Seleção deu inicio a briga por mais um titulo Brasileiro na sua carreira. O técnico vem então desempenhado um excelente trabalho no clube. Hoje restando apenas 2 rodadas o time é líder da competição e depende somente dele para ser campeão. O time tem 65 pontos, 18 vitórias, 11 empates e apenas 7 derrotas, o aproveitamento do clube é de 60,2% e o que tudo indica é que Muricy novamente vai levantar a taça de Campeão Brasileiro.

E vocês o que acham? Muricy vai carimbar mais um titulo em sua carreira?

Deixe seu comentário! Dúvidas, críticas ou sugestões enviem  para o email: futesalto@gmail.com ou pelo twitter @futesalto

@karoldayane

Rei Pelé “Comandante da Paz”

O Rei Pelé é homenageado no Rio de Janeiro pelo Exército Brasileiro. Esta homenagem o coloca entre os imortais do Exército.

Aos 18 anos Pelé iniciou sua vida militar no 6º grupo de artilharia de costa, na Praia Grande-SP, e mesmo sendo conhecido mundialmente como jogador, continuou prestando serviço militar com toda humildade.

 “Eu fiz tudo que um soldado raso tinha que fazer. Limpava coturno, engraxava, lavava roupa.”

 “O Exército me deu disciplina,  educação, me tornou cidadão e me ensinou a trabalhar em grupo.”

 O Rei relembrou momentos de sua trajetória profissional em que foi um comandante da paz.

 Com o esporte o jogador conseguiu dar trégua em duas guerras. A 1º foi em 1969 vestindo a camisa do Santos. O Santos jogou contra a seleção do Congo. A cidade que ocorreu a partida estava em guerra civil contra uma cidade vizinha e somente aconteceu a partida porque os jogadores solicitaram as cidades que cessassem fogo durante a partida e em troca fizeram duas partidas em cada cidade.

 “É uma lembrança maravilhosa ver que você pôde parar uma guerra ao menos por alguns dias – comenta o Rei.”

 O 2º episódio aconteceu em 1975. Pelé fez com que o mundo registrasse uma das cenas inesquecível, juntou cristãos, muçulmanos e judeus em um único estádio no Oriente Médio. O rei possibilitou o adiamento de uma guerra que estava preste a acontecer, fez com que os países em conflito parassem para ver o ídolo jogar futebol.

“Eu fico triste em ver que o nosso governo não dá a atenção devida ao esporte e ás crianças. Mas agradeço a deus pelas mensagens de paz que eu fui capaz de mandar ao mundo – diz Pelé”

É impressionando ver que um esporte pode fazer a diferença na vida das pessoas. A força que impulsiona o público a parar tudo que esta fazendo apenas para ver uma partida de futebol é maravilhoso. Não sei se existe alguma teoria ou estudo sobre este magnetismo, mais um jogador como o Rei Pelé em campo deve ser um ápice do mundo futebolístico e deve ser eternizado para toda vida.

Seleção Feminina é campeã sul-americana

E mais uma vez as nossas meninas fazem bonito em campo, nessa sexta feira elas golearam a seleção da Colombia em 5×0, antecipando mais um título sul-americano, o quinto pra ser mais exata, o que garante a classificação para o a Copa do Mundo na Alemanha de 2011 e as Olimpiadas em Londres de 2012.

Com as seleções do Chile e da Argentina empatando na preliminar, um jogo que não teve gols, as nossas meninas foram beneficiadas e não podem ser alcançadas por mais nenhuma das 3 equipes, o que ja garante o titulo.

As nossas meninas vão encerrar a participação contra as meninas do Chile neste domingo, às 17h em Quito, e elas querem mais, querem encerrar a com 100% a competição.

Devemos agradecer as Erika, Grazielle, Marta e Critiane pelos belos gols feitos, sendo dois de Marta, e todas elas pelo lindo jogo que fizeram. Parabéns meninas!

@dai_reginato

The Old Firm. (A Velha Firma)

Bom, hoje o blog contará para vocês nada mais do que uma das, se não a maior rivalidade futebolistica do mundo. O clássico escocês entre Celtics e Rangers.

Esse jogo envolve muito mais do que “apenas” futebol, o confronto dessas duas equipes envolve religião.

O Celtic Football Club (cores verde e branco) foi fundado em 06/11/1887 por padres escoceses católicos, possui 42 títulos do Campeonato Escocês, é o único time do país a conquistar a Uefa Champions League (torneio mais importante da Europa) em 1967 e único time do mundo que conseguiu levar 114.000 torcedores da Escôcia até Sevilha (Espanha) para acompanhar a final da Copa UEFA de 2003 contra o Porto.

Já o Rangers Football Club (cores azul e branco) foi fundado em 25/05/1873 por escoceses protestantes e é o detentor de mais títulos do país com 52 conquistas. Ambos os times são da cidade de Glasgow.

O Primeiro jogo entre as duas equipes ocorreu em 28/05/1888 e teve como vitorioso o Celtic, que ganhou por 5×2. De la pra cá, as equipes se enfrentaram por  549 vezes, sendo o Rangers o que mais ganhou com 235 vitórias, contra 179 do seu rival, além de terem ocorrido 135 empates.

O jogo recebe esse nome “The Old Firm” (A Velha Firma) por misturar os “ingredientes” que citei anterioemente: futebol e religião. É por muitos considerado o jogo mais perigoso do mundo. Tanto que em 1909, em Hampden Park (estádio do clube Queen’s Park) foi a primeira vez que ocorreu a famosa “porradaria” entre as torcidas, no estádio havia mais de 60.000 pessoas e em uma briga morreram 180. Em 1931, em mais uma “A Velha Firma”, o goleiro do Rangers teve seu crânio quebrado após uma disputa de bola com um jogador do Celtics, isso fez com que os animos entre as torcidas ficassem ainda mais exaltados.

Como a hegemonia de títulos da Escócia fica entre os dois clubes, a população crê que esses dois times acabam aumentando a violência, pois em dia de “The Old Firm”, basta ser católico ou protestante para se posicionar em algum dos lados.

O clima esquentando entre as duas equipes.

No ano de 1989, o time dos Rangers tentaram acabar com a segregação religiosa dos dois times e contrataram o ex-jogador e artilheiros do Celtics, Mourice Johnston. Porém, tentativa frustrada, pois, o jogador e sua familia recebiam várias ameaças dos torcedores dos dois clubes. Os alviverdes ameaçavam por dizer que ele era um “judas” e os os azuis e brancos por o jogador ser católico, acabou que Mo Johnston deixou o clube e se exilou no estados Unidos.

Esse trecho retirado do wikipédia, define muito bem o porque desta rivalidade política-religiosa:

O Rangers é um clube no qual boa parte de seus torcedores é devota do Anglicanismo, ou seja, seguidores político-religiosos da Rainha do Reino Unido. Sua torcida traz uma grande bandeira, onde está pintado o rosto da Rainha Isabel II, a atual líder anglicana, além de venerarem o UVF (grupo terrorista protestante do Ulster) e costumamente portarem bandeiras do Reino Unido nos jogos.

O Celtic, por sua vez, é o clube predileto dos escoceses de religião católica e dos irlandeses e descendentes residentes na Escócia, tendo milhares de torcedores entre os católicos das duas Irlandas. Sua torcida exibe uma bandeira alviverde com o retrato do falecido papa João Paulo II, costumando portar bandeiras da República da Irlanda e da Escócia. Os mais extremistas também exaltam o IRA (grupo terrorista católico).

Definitivamente, futebol, política e religião são assuntos que não se discutem. Esta ai um bom exemplo disso.

@dalessia

Brasil x Argentina = marketing?

As duas grandes estrelas do jogo

O título diz tudo sobre o post de hoje, e sobre o jogo de ontem (quarta-feira 17/11/10) a tarde entre essas duas seleções, que com certeza tem muita bagagem. Mas deveríamos nos perguntar, o que duas seleções sul-americanas estariam fazendo em Doha, Qatar? A organização deste jogo a meu ver não acrescenta em nada a grande história deste clássico, uma vez que, este jogo tem o mesmo intuito do jogo Inglaterra x Brasil, onde a seleção que naquela época comandada por Dunga venceu por 1×0. O jogo de ontem a tarde não parecia realmente ter aquela emoção ( não necessariamente pelo futebol apresentado ), não estava realmente com cara de Brasil x Argentina e sim de “apenas mais um jogo de futebol”.

E porque eu digo isso? É obvio e explicito a intenção do Qatar de usar esse grande clássico mundial como uma grande promoção para ganhar pontos para tentarem sediar a Copa do Mundo de 2022, além é claro da renda que o jogo em si trás pelos atletas que cada seleção possui.

O clássico contou com estrelas mundiais, como Messi, Ronaldinho, Robinho, Di Maria, Higuain, Daniel Alves, entre outros.

O time do Brasil por ter um elenco mais jovem e por assim dizer “sem experiência”, não metia medo, por isso diria eu que no papel a Argentina tinha muito mais time do que o Brasil, porém, a Argentina possuía uma defesa que não é muito confiável, o que acabou por equilibrando bastante o jogo entre as duas seleções.

Depois da saída de Dunga e Cafu como capitães da seleção brasileira, não houve nenhum jogador que conseguisse organizar, acalmar e orientar o grupo de maneira satisfatória e sem a presença do zagueiro Lúcio, o Brasil não tinha um homem de referência em campo. Já a Argentina tinha um grupo mais experiente, em sua maioria jogadores que disputaram a Copa da África do Sul, tinham o homem que poderia e mudou a partida: MESSI.

A marcação em cima dela era praticamente perfeita, praticamente porque, em um lance de bobeira no meio-campo brasileiro depois de um lindo passe de letra de Lavezzi para Messi que passou por dois e chutou no contrapé de Victor, mais um lindo gol para a carreira de Messi.

O fator decisivo neste clássico realmente foi único: MESSI. Apesar do erro grotesco do Douglas, as duas seleções jogaram muito bem, principalmente no primeiro tempo. Só o que nos resta agora é  que o técnico do Brasil, Mano Menezes, consiga arrumar a seleção para o confronto contra a França no ano que vem.

@tiagosemh

@futesalto

Esquema Tático

Sei que estão acostumados com meus posts sobre Grandes Ídolos do Futebol, só que hoje resolvi mudar e falar sobre Esquemas Táticos.

O esquema tático é a forma que o técnico escala sua equipe dentro de campo, cada um tem um estilo de jogo e o esquema tático depende também da orientação que o jogador recebe.

O principal intuito é atacar e defender com a mesma eficiência. Alguns mais ofensivos outros mais defensivos e com diferentes formas de se tornar equilibrado.

Como cada técnico tem suas preferências vou falar apenas de alguns, já que existem esquemas não tão usados, estes são usados geralmente por times pequenos.

Carrossel Holandês

Em 1974 a seleção Holandesa usou um esquema tático que muitos definem como perfeita. O técnico e gênio Rinus Michels criou 3 fundamentos que espantaram o mundo futebolístico. Sua tática ficou conhecida como Futebol Total.

O time marcava o adversário ainda no campo de defesa anulando a tentativa de ataque. Avançava seus jogadores de defesa, todos juntos, em linha, deixando os atacantes adversários impedidos na hora do lançamento. Fazia com que seus jogadores trocassem de posição por diversas vezes no jogo impedindo assim uma marcação individual. A qualidade dos passes de cada jogador holandês, e o domínio da posse de bola foram às características que fizeram o esquema dar certo. Tendo o controle da bola e não errando passes o time podia fazer as trocas verticais o que deixava a equipe adversária desnorteada com aquele corre-corre com variações de toques curtos e lançamentos.

2-3-5

Considerado o esquema mais ofensivo do futebol, pode ser chamado de pirâmide, os jogadores são escalados da seguinte forma: 2 zagueiros, 3 meias ofensivos e 5 atacantes. A atuação do ataque consiste em, 2 meias um pouco recuados, 2 pontas bem abertos e o centro-avante artilheiro. O risco desse esquema é o contra-ataque.

4-2-4

Baseado no ataque. Dizem o esquema foi criado pelo São Paulo Futebol Clube utilizado nas décadas de 40 e 50, não só pelo time mais também pelos adversários. 4 defensores, 2 meio-campos e 4 atacantes.

Os laterais atuam na defesa auxiliando os zagueiros e por isso não avançam muito. Quando o time não esta atacando 2 dos 4 atacantes retornam para auxiliar os meio campistas.

5-3-2

Tática defensiva criada nos anos 90. Utilizada para segurar algum resultado, ou quando se tem algum jogo difícil. Os defensores contam com os laterais, há o líbero, e mais dois zagueiros. Os meias avançam junto com os atacantes e também voltam, os atacantes permanecem na mesma posição. Nunca os dois laterais avançam.

Esquemas mais utilizados.

3-5-2

Opção menos defensiva que o 4-4-2. É um esquema com 3 jogadores na defesa (o ultimo jogador da defesa é conhecido como libero, desarma o adversário, orienta a defesa e cria jogadas de ataque) 5 jogadores no meio-campo e 2 jogadores no ataque.

4-5-1

Permite uma melhor distribuição dos jogadores em campo. Normalmente os jogadores ficam atrás da linha da bola participando diretamente da marcação. Permite uma transição rápida para o ataque.  4 defensores (2 zagueiros centrais e 2 laterais), 5 jogadores de meio-campo e apenas 1 atacante,

4-4-2

Muito utilizado principalmente aqui no Brasil, permite uma variação de posicionamentos, principalmente do meio de campo para frente, os 2 laterais se alternam no momento do apoio ao ataque, 1 volante mais centralizado e outro que faça a cobertura dos laterais, 2 meias que participam da marcação e chegue bem a frente, 1 atacante mais “de área” e outro com boa movimentação. Tem boa distribuição dos jogadores em campo, pode ser ofensivo ou defensivo com pouca alterações.

4-3-2-1

Esquema utilizado pelas 3 melhores seleções da Copa do Mundo de 2010, inclusive as finalistas Holanda e Espanha. É um sistema tático bastante equilibrado que pode sofres variações a partir da posse de bola. Consiste em uma linha de 4 defensores (2 zaqueiros e 2 laterais) 2 volantes 3 meias ou meias-atacantes e 1 centroavante.

O que acharam? Faltou algum esquema tático importante na opinião de vocês?

Deixe seu comentário! Dúvidas, críticas ou sugestões enviem  para o email: futesalto@gmail.com ou mande um tuit para @futesalto

@karoldayane

Jogador + Técnico + Torcida = Futebol

O que esperar de uma partida de futebol? Tah bom, seu time jogando bem e fazendo gols, ok sempre esperamos isto, mas pra chegar à este resultado, temos que contar com os jogadores, técnico e a torcida, tudo isto em sincronia e durante 90 minutos (sem contar os acréscimos).

  • Os jogadores precisam estar entrosados, seguir as ordens do professor e darem o melhor de si em campo.

  • O técnico é o grande professor, planeja e coordena o time.

  • A torcida incentiva o time; grita, pula e apóia. 

Estes três quesitos são essenciais para o futebol arte, um depende do outro. E unidos podem fazer a diferença no resultado da partida.

Principalmente em uma partida, onde tudo pode acontecer. É bom estar atento à todos os lances (novidades) que diz respeito ao seu time.

Podemos destacar os lances polêmicos, como pênalti por exemplo. Se não for bem marcado pelo juiz acaba se tornando assunto por um bom tempo e quem perde com isto é a mãe do juiz. A torcida xinga mesmo.

Nesta quarta-feira teremos a Seleção Brasileira em campo e com certeza veremos estes quesitos no estádio Khalifa no Qatar, grandes jogadores como Ronaldinho Gaúcho, o técnico Mano e uma torcida incrível vestida de verde e amarelo.

Apesar de ser apenas um amistoso esperamos muito da seleção, esperamos ver o espetáculo (torcida) e a arte do futebol (técnico e jogador) no gramado.

@futesalto

O maestro da Folha Seca: Didi

Waldir Pereira, mais conhecido por Didi, é considerado um dos melhores e mais elegantes jogadores de futebol de todos os tempos. Como jogador, passou por clubes como Fluminense, Botafogo, São Paulo e Real Madrid. No Fluminense ganhou o apelido de “O Principe Etíope” dado pelo grande dramaturgo Nelson Rodrigues, que era torcedor fanático do clube das Laranjeiras.

No Botafogo de Futebol e Regatas participou daquele antológico time que contava com craques e lendas do futebol como: Garrincha, Nílton Santos, Zagallo, Quarentinha, Gérson, Manga e Amarildo. Ainda pela Estrela Solitária chegou a conquistar o tricampeonato carioca em 1957, 1961 e 1962.

No Real Madrid, formou um trio de ataque dos sonhos completado por Di Stéfano e Puskas. No entanto, no clube merengue, não pode mostrar todo seu futebol, segundo comentários de bastidores era vítima de perseguição pelos próprios companheiros em um movimento que era liderado por Di Stéfano.

Pelo São Paulo também não brilhou muito, o elenco era extrememanete limitado, pois o tricolor estava mais empenhado na contrução de seu estádio, do que na formação de um time forte que tivesse condições de disputar títulos. Mas, foi pela Seleção Brasileira que ele se consagrou, campeão dos Mundiais de 1958 e 1962, sendo eleito o melhor jogador deste primeiro, Didi não era somente um maestro em campo, também é o criador da “Folha Seca”, terror dos goleiros adversários, essa técnica consisitia em um poderoso chute de trivela que era tanto imprevisivel quanto fatal, considerada sua marca registrada, esse lance o acompanhou pelo resto de sua carreira de jogador profissional, ela ficou conhecida após uma partida contra a Seleção do Peru em jogo válido pela Eliminatórias da Copa do Mundo de 1958, após isso difundiu-se pelo mundo, mas nunca houve quem conseguisse executá-la com tanta destreza e classe como seu criador. O jogador ainda carrega em seu currículo a proeza de ter sido o autor do primeiro gol no Maracanã em 1950, na oportunidade ela defendia a Seleção Carioca.

Após pendurar as chuteiras, Didi investiu na carreira de técnico, tendo inclusive participado de mais uma Copa do Mundo, em 1970 foi técnico da Seleção do Peru no torneio mundial que estava sendo disputado no México, curiosamente a primeira partida na Copa foi justamente contra a Seleção Brasileira, que deu um chocolate de 4 á 2 em cima dos peruanos. Como terinador ele ainda trabalhou em clubes como: Sporting Cristal (Peru), Fenerbaçe (Turquia), Fluminense, Botafogo e Cruzeiro.Presença constante e obrigatória em todas as listas de melhores jogadores do século XX, o mestre da folha seca morreu aos 71 anos no Hospital Público Pedro Ernesto, no Rio de Janeiro, em 12 de Maio de 2001. Didi, foi mais um de sua geração brilhante que morreu praticamente na miséria, mas, como diria Nénem Prancha, ex-roupeiro do Botafogo e um profundo conhecedor do futebol “Quem o vê andando pela rua, mesmo sem saber quem é, diz logo: esse crioulo é algum troço na vida”.



@dai_reginato

Nuvem de tags