Blog sobre futebol, voltado para as mulheres

Não bastava ser o maior, mais charmoso e  mais acirrado derbi entre seleções do mundo. Agora o amistoso entre Brasil e Argentina, no dia 17 de Novembro, em Doha, no Qatar, ganha ingredientes especiais a mais. Para começar, as duas seleções buscam por renovação após o fiasco na Copa do Mundo da África do Sul, e nesse quesito à Seleção pentacampeã saiu na frente, apos as recusas de Felipão e Muricy Ramalho a CBF conseguiu fechar com Mano Menezes, até então técnico do Corinthians  onde conseguiu de volta o acesso a elite do futebol brasileiro em 2008 e foi campeão do Paulistão e Copa do Brasil em 2009. Enquanto a Seleção dos  bicampeões mundiais  ainda não encontrou um técnico para substituir o eterno 2 melhor jogador de futebol de todos os tempos, encrenqueiro, hilário e rechonchudo Diego Armando Maradona.

Em campo renovação também é a palavra da vez, apesar do time dos nossos hermanos contar com jovens craques como Dí Maria e Aguero, sem mencionar o atual melhor jogador do mundo (que possivelmente será reeleito pela FIFA no final do ano) Messi. Eles precisam encontrar urgentemente opções para o lugar de Verón, que apesar da bola que joga já passou da casa dos 30 anos, e Carlitos Tevês, que embora tenha idade para disputar, no mínimo, mais uma Copa já deu declarações públicas de sua insatisfação e cansaço com a carreira. Pelo lado canarinho, o desmanche será ainda maior, nomes de peso com Lúcio e Juan também já passaram dos 30 anos, Júlio Cesar é outro que acaba de ultrapassar essa barreira, mas como diz o senso comum, goleiro fica bom depois dos 30 e esse pelo que jogou nessa temporada, sendo inclusive indicado a Bola de Ouro desse ano, aparenta ter ainda mais algum tempo usando a numero 1 da Seleção Brasileira. Ao contrario de Gilberto Silva que já não tem mais condições de vestir a amarelinha, Júlio Batista é mais um que engrossa a lista de jogadores que (graças a Deus) não estão mais no planos da Seleção, Luis Fabiano e Kaká ainda tem as portas abertas, mas tem que se cuidar porque as opções para suas posições são vastas e os nomes que vem sendo chamados nessas primeiras convocações por Mano vem correspondendo como Alexandre Pato e Philippe Coutinho (sem contar Paulo Henrique Ganso, que deve se firmar como o titular da armação nesse time, mas está afastado dos gramados devido a uma contusão). Outros jogadores, embora jovens, parecem não estarem mais nos planos devido suas pífias atuações na Copa como Felipe Melo e Michel Bastos. Aliás, desse grupo que particpou daquela desastrosa campanha, quem ainda está com crédito na casa são Maikon e Daniel Alves, que completam a lista dos brasileiros indicados a Bola de Ouro desse ano (ver post “Quem ira levar a Bola de Ouro“ http://migre.me/1ToXo) além de Ramires e Robinho que estão com moral, e tem sido nomes recorrentes nas convocações do novo comandante da Seleção, inclusive na dessa partida. Ao todo a nova safra de jogadores tem tudo para vingar, nomes como Lucas, Elias, Jucilei, André Santos, Sandro, Thiago Silva, David Luiz, Rever, André e sobretudo da jóia problema Neymar podem transformar esse grupo de jovens promessas em um grupo campeão que pode fazer história. E para isso eles poderam contar com a ajuda de um certo dentuço que também já foi uma jovem promessa, chegou a ostentar o status de melhor jogador do mundo e até cogitou-se que se transformaria em um dos melhores de todos os tempos, problemas pessoais e deslumbramento atrapalharam essa escalada, mas apos um longo período afastado ele está de volta: Ronaldinho Gaúcho. É  certo, que esse Ronaldinho não é mais aquela jovem promessa de dribles desconcertantes e jogadas maravilhosas, mas tem feito boas atuações pela sua equipe, o Milan, tanto que lhe valeu essa nova oportunidade. Ronaldinho que é mais um que chegou a casa dos 30 pode disputar o próximo mundial, se manter o nível de suas atuações e não se envolver mais em encrencas extra campo. Por isso, para ele esse será um teste de fogo, e pelas entrevistas que o mesmo vem dando, ele promete mostrar o porquê foi bicampeão da Bola de Ouro em dois anos consecutivos e entrar de vez na briga por uma vaga na Seleção de Mano e colaborar com a sua experiência de ex-jovem promessa, que chegou ao topo, entrou em decadência e está conseguindo se reeguer, exemplo esse, que serviria muito bem nesse time de garotos que tanto podem fazer história na próxima Copa  no Brasil, como repetir o fiasco da edição desse ano na África, garotos que precisam entender que talento não é tudo, não é Neymar?

 

@dai_reginato

Anúncios

Comentários em: "Brasil X Argentina – Rivalidade e renovação" (3)

  1. Leandro Zaccarias disse:

    Na minha opnião esse jogo em doha, é comércio e nada mais, não pesará nenhum pouco a rivalidade, mas é um bom teste para mano menezes conehcer novos jogadores e sistemas de jogo.

  2. José Donizetti disse:

    eu gosto de asistir o jogo do argentina com o brasil porque se o brasil nao jogar com garra ele perde de goleada porque os jogadores brasileiro sao verdadeiro morcego eles acha que sao os melhor mai nao e

  3. Cleisson disse:

    Brasil e Argentina sempre é um jogaço, esse em especial promete ser muito bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: